Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Conselho Federal de Medicina proíbe participação dos médicos na promoção de cupons que reduzem preço de medicamentos em até 50%.
----- Além de evitar o estreitamento de laços dos médicos com a indústria, a resolução do CFM, segundo Henrique Batista, busca a justiça social. "Quando um médico se associa a uma indústria para buscar desconto para uma determinada parcela de pacientes, está automaticamente prejudicando os outros que não foram contemplados com o benefício", diz. "E justamente esses que não foram beneficiados com os remédios mais baratos ainda acabam pagando pelos medicamentos oferecidos a preços inferiores a uma pequena parte dos consumidores. O preço deve baixar para todos", completa. "O CFM não pode permitir que o médico tenha qualquer relação com a indústria que vise lucro", frisa. Caso o profissional insista em manter essa prática, ele pode ser punido com advertência, suspensão ou até a cassação do registro. Doutor em hematologia pela Universidade de São Paulo (USP), o superintendente do Centro Especializado em Oncologia e Hematologia (Ceon), Rodrigo Siqueira confirma o assédio da indústria farmacêutica na oferta dos cupons com descontos. "Nunca aceitamos esse tipo de prática. É uma norma interna do estabelecimento. A ideia do desconto pode ser boa, mas a conduta pode criar um vínculo entre o médico e a indústria", ressalta. "O mais preocupante é que, para ter acesso ao desconto, o médico deve fornecer informações sobre o paciente. Por esse motivo, concordo plenamente com a resolução do CFM." A opinião é a mesma do hematologista Gustavo Bettarello, também do Ceon. "O médico não pode orientar o paciente a comprar determinada marca de remédio. O desconto tem que partir da indústria, e não do profissional. É antiético e soa mal", afirma. "Acho estranho esses cupons que oferecem preços muito mais baixos de medicamentos. Os grandes descontos mostram que o preço final ao consumidor pode ser até três vezes maior do que o oferecido por esses cartões." Os cupons e cartões de desconto oferecidos pela indústria aos médicos podem reduzir em até 50% o preço final de um remédio. Para ter acesso ao benefício, o paciente e/ou o médico deve fornecer informações sobre a doença e o tipo de tratamento. Rodrigo Couto Correio Braziliense 11/02/2010
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2011 - o site do Conselho Regional de Medicina - Todos os direitos reservados
Rua Carutapera Quadra.37b N°02 - Jardim Renascença | CEP: 65075-690 | São Luis-MA | FONE: (98) 3227 7065; (98) 3227-7156 | E-mail: crmma@portalmedico.org.br