Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Médico goiano continua proibido de operar.
----- Desembargadores do TRF 1 julgaram improcedente recurso interposto pela defesa do médico Áureo Ludovico. O médico Áureo Ludovico de Paula continua proibido de realizar cirurgias de interposição ileal para o tratamento da diabetes tipo 2. A decisão é do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região que, na última quarta-feira, julgou improcedente recurso interposto pela defesa contra liminar do juiz federal Urbano Leal Berquó Neto, que determinou, no mês passado, a suspensão da realização do procedimento cirúrgico. O POPULAR ligou várias vezes para o médico mas ele não retornou a ligação para comentar o caso. O relator do processo no TRF1 foi o desembargador Daniel Paes Ribeiro. Ele justificou sua decisão argumentando que a cirurgia de interposição ileal é técnica experimental, ainda não reconhecida pela Comissão Nacional de Ética e Pesquisa (Conep). Com isso, o magistrado determinou que o médico, antes de voltar a realizar as operações, submeta o procedimento a análise do Conep e do Conselho Federal de Medicina (CFM). Segundo a decisão judicial, Áureo Ludovico continua sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 100 mil por procedimento realizado enquanto a decisão for mantida. Câmara Além do pedido do médico, o TRF1 analisou e deferiu recurso do Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) contra parte da sentença do juiz federal que obrigava a entidade a instalar uma câmara técnica composta por três médicos responsáveis por emitir pareceres quanto à urgência de realização da cirurgia em casos em que for constatado risco de morte para o doente. O desembargador garantiu que, ao dar ordens ao Cremego, o juiz federal agiu de forma contraditória, devendo ser suspensa a determinação. "Ao mesmo tempo que reconhece que o procedimento é experimental, ele manda que o Cremego autorize a operação." O entendimento do TRF1, na opinião da procuradora da República Léa Batista de Oliveira, que foi uma das responsáveis pela ação contra o médico, limita ainda mais a atuação de Áureo Ludovico. "Antes ele poderia operar casos urgentes que fossem liberados pelo Cremego, agora não mais", diz. Marília Costa e Silva O Popular (GO) 26/02/2010
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2011 - o site do Conselho Regional de Medicina - Todos os direitos reservados
Rua Carutapera Quadra.37b N°02 - Jardim Renascença | CEP: 65075-690 | São Luis-MA | FONE: (98) 3227 7065; (98) 3227-7156 | E-mail: crmma@portalmedico.org.br